Oficina: O Direito ao Corpo e a Autonomia das Mulheres na Prevenção às IST/HIV/AIDS.

Publicado em 03/05/2018

Site

A oficina “O direito ao corpo e a autonomia das mulheres na prevenção às IST/HIV/AIDS” é fruto da necessidade de dialogarmos com as mulheres sobre seus direitos sexuais e prevenção às IST/HIV/AIDS, uma vez que vivemos em contextos cuja cultura tem base no patriarcado e na desigualdade de gênero. Também, consideramos os casos de AIDS e HIV por sexo, em Fortaleza, verificando 3.538 casos (de 1983 a 2017) e 1.057 casos (2007 a 2017), respectivamente, para o sexo feminino, sendo a razão entre sexo de 3/1, ou seja, para cada três homens infectados temos uma mulher, o que nos alerta para enfrentamento da epidemia de AIDS nessa população. Portanto, é fundamental fortalecermos estratégias como essa para ampliar o conhecimento dessa população tanto aos insumos de prevenção disponíveis pelo SUS, bem como, aos seus direitos sexuais e serviços disponíveis para prevenção, diagnóstico e tratamento das IST/HIV/AIDS em Fortaleza.

Objetivo Geral: Sensibilizar as participantes sobre seus direitos sexuais, na perspectiva do direito ao corpo, bem como, sobre a importância da prevenção às IST/HIV/AIDS.

Objetivos Específicos:

1. Ampliar a percepção das mulheres participantes sobre seus direitos sexuais de forma a contribuir para o seu empoderamento;

2. Discutir sobre as desigualdades de gênero e suas implicações na vida das mulheres;

3. Sensibilizar as participantes sobre a importância de conhecerem seus corpos e do auto cuidado na prevenção das IST/HIV/Aids;

4. Apresentar e sensibilizar as participantes sobre o uso do preservativo feminino.

Público a que se destina:  exclusivamente para o público feminino da instituição.

Clique aqui para se inscrever.




Slider